CHAMADA DE TRABALHOS

Líderes, representantes e membros de movimentos sociais e de populações indígenas, professores, gestores e demais profissionais da educação básica, pesquisadores, docentes e acadêmicos da educação superior, entre outros interessados na compreensão das problemáticas e dinâmicas regionais e educacionais, são convidados a comunicarem seus trabalhos ou práticas pedagógicas nos Grupos de Trabalhos (GTs).

Para isso, deverão escolher um dos GTs propostos e observar as normas para sua submissão.

GT 01 - Movimentos Sociais e Práticas Educativas Populares

Coordenação: Mª Sirlei Gaspareto (UNOCHAPECÓ)

Ementa: O GT tem por objetivo oportunizar um espaço de debate e intercâmbio de saberes e experiências que abordem a temática sobre Movimentos Sociais e Práticas Educativas Populares. Abordará as características históricas e atuais dos Movimentos Sociais, suas bandeiras de luta e formas de atuação, principalmente no que se refere à afirmação dos direitos humanos e ao reconhecimento da diversidade. Buscam-se trabalhos das diversas áreas do conhecimento que proporcionem um mapeamento de problemáticas que podem ser investigadas em diferentes espaços, formais, não-formais ou comunitários, visando estratégias de superação e propostas de ação crítica e construtiva à uma educação em Movimentos Sociais que considerem o direito à liberdade e diversidade de manifestação.

Palavras-chave: Movimentos Sociais; Práticas Educativas Populares, Direitos Humanos.

GT 02 - Educação Intercultural indígena

Coordenação: Dr. Leonel Piovezana (UNOCHAPECÓ)

Ementa: Este GT objetiva: a) discutir pesquisas e experiências pedagógicas relacionadas com a temática da educação intercultural indígena; b) compreender os fundamentos epistemológicos da educação escolar indígena a partir dos pressupostos da Interculturalidade; c) debater os impactos do processo de escolarização sobre as comunidades indígenas; d) Acolher experiências bem-sucedidas de educação indígena intercultural.

Palavras-chave: Educação Indígena; Interculturalidade; Processos de Escolarização em comunidades indígenas.

GT 03 - Pedagogia e Interculturalidade

Coordenação: Dra. Maria Conceição Coppete (UDESC)

Ementa: O GT tem por objetivo oportunizar o debate de estudos, pesquisas e práticas pedagógicas de perspectiva intercultural, na tentativa de fomentar, no cotidiano escolar, outras relações e interações que reconheçam a diversidade de identidades culturais. Visa contribuir no questionamento de concepções epistemológicas e pedagógicas que sustentam a colonialidade e a monoculturalidade no campo educacional, visando à superação de processos que procuram normalizar os diferentes e as diferenças, produzindo exclusões e desigualdades. Acolhe propostas favorecedoras do acesso, permanência e sucesso do estudante na escola sustentada em princípios éticos e na aceitação da diversidade humana, em seus aspectos sociais, culturais e pessoais.

Palavras-chave: Pedagogia; Interculturalidade; diversidade cultural; diferenças.

GT 04 - Educação do Campo e Interculturalidade

Coordenação: Ma. Giovanna Pezarico (UTFPR)

Ementa: O GT propõe partilhar pesquisas e experiências pedagógicas que discutam temáticas em diálogo com a educação do campo e a interculturalidade, tais como: políticas públicas para a educação e juventude rural, políticas de inclusão social no contexto rural, políticas públicas de ciência e tecnologia (que contemplem as ruralidades), educação do campo, educação rural e mundo do trabalho, juventude rural, pedagogias alternativas, ciência e tecnologia nas escolas do campo, evasão e permanência na educação do campo, sentidos e significados atribuídos pelos jovens rurais à escola. Além disso, o GT busca possibilitar espaços para a discussão e reflexão sobre propostas diferenciadas de educação apropriadas às populações do campo, imbricadas com o mundo do trabalho, da tecnologia, e de seus saberes. Podem ser apresentados estudos e relatos de docentes, estudantes, profissionais que atuam como educadores em espaços formais e não-formais de ensino, com apresentação de pesquisas em andamento ou concluídas que indiquem alternativas e reflexões possíveis sobre tais problemáticas.

Palavras-chave: Educação do Campo; Interculturalidade; Políticas Públicas; Pedagogias Alternativas.

GT 05 - Educação em Direitos Humanos e Interculturalidade

Coordenação: Drando. Henrique Aniceto Kujawa (UNOCHAPECÓ  e IMED)

Ementa: O GT pretende ser um espaço de partilha de pesquisas, práticas pedagógicas (no espaço escolar ou social) e experiências sociais que discutam de forma multidisciplinares temáticas relacionadas a Direitos Humanos, Educação e Interculturalidade. Acolhe trabalhos voltados ao reconhecimento das culturas, histórias, identidades, conflitos étnico-culturais, experiências de afirmação de Direitos Humanos, memórias, práticas sociais e valores culturais, tendo em vista o desenvolvimento de práticas pedagógicas e lutas sociais voltadas para o enfrentamento de preconceitos, discriminações, intolerâncias, violências e afirmação de uma cultura de Direitos Humanos.

Palavras-chave: Direitos Humanos, Interculturalidade, Práticas Pedagógicas, Experiências Sociais.

GT 06 - Bem Viver e Alternativas ao Desenvolvimento

Coordenação: Dr. Luciano Florit (FURB)

Ementa: O GT quer ser um espaço de reflexão e intercâmbio sobre as proposições que contribuem para a formulação de concepções de desenvolvimento que superem as limitações economicistas e os resquícios coloniais das ideologias desenvolvimentistas dominantes. Estas novas concepções de desenvolvimento articulam valorações da natureza, modos de vida e sentidos, muitas vezes cultural e territorialmente situados, que tendem a ser desconsiderados ou ameaçados pelas políticas que prevalecem no contexto do capitalismo globalizado. Em particular, o GT interessa-se por receber contribuições que se identifiquem e/ou convirjam em torno do pensamento do Bem Viver na América Latina, que valoriza os conhecimentos tradicionais dos povos originários, sua relação com a Natureza e suas implicações ético-políticas.

Palavras-chave: Bem Viver; Desenvolvimento Alternativo; Povos Originários.

GT 07 - Ensino Religioso e Interculturalidade

Coordenação: Dr. Tarcísio Alfonso Wickert (FURB e ASPERSC)

Ementa: Este GT objetiva oportunizar espaços para discussões e reflexões relativas às interfaces entre Ensino Religioso e Interculturalidade. O Ensino Religioso, enquanto área de conhecimento e componente curricular da educação básica, veicula saberes e conhecimentos religiosos por meio do diálogo intercultural, questionando concepções e práticas que geram discriminações e preconceitos. Neste sentido, a diversidade cultural e religiosa presente nas sociedades latino-americanas, na sua relação com a educação e demais áreas, requer aprofundamentos epistemológicos e pedagógicos capazes de educar para o respeito, dignidade e o reconhecimento de todas as formas humanas de ser e estar. Para isso, este GT oferecerá possibilidades para apresentar experiências pedagógicas e metodológicas em Ensino Religioso numa perspectiva intercultural.

Palavras-chave: Diversidade Cultural Religiosa; Interculturalidade; Saberes e Conhecimentos Religiosos; Ensino Religioso.

GT 08 - Diversidade Religiosa e Educação Intercultural

Coordenação: Drando. Elcio Cecchetti (UFSC e SED/SC)

Ementa: O GT tem por objetivo oportunizar um espaço de debate e intercâmbio de saberes e experiências que abordem as relações entre diversidade religiosa e educação intercultural, com vistas ao reconhecimento das culturas, histórias, identidades, memórias e valores culturais e religiosos e ao desenvolvimento de práticas pedagógicas voltadas para o enfrentamento de preconceitos, discriminações, intolerâncias e violências religiosas. Intenta acolher trabalhos decorrentes de pesquisas e práticas pedagógicas de perspectiva intercultural, que apontem possibilidades de reconhecimento da diversidade religiosa.

Palavras-chave: Diversidade Religiosa; Educação Intercultural; violência e intolerância religiosa.

GT 09 - Práxis Educativa e Diálogo Intercultural

Coordenação: Dr. Edivaldo José Bortoleto (UNOCHAPECÓ)

Ementa: O GT tem por objetivo discutir as relações que envolvem Educação e Cultura, enquanto realidades intrínsecas. Deseja destacar a necessidade de aproximação entre as culturas, o que supõe fundamentalmente o aprendizado do diálogo entre elas. Esse diálogo intercultural, enquanto uma práxis educativa, supõe uma interpenetração cultural, no sentido de aprender e apreender o outro em sua diferença de ser, sentir, pensar, desejar, querer, amar, etc… É nesta perspectiva que se intenta construir uma perspectiva de disposição ao outro, fundamentada em uma atividade de abertura e em um processo de aprendizagem através do diálogo intercultural.

Palavras-chave: Práxis educativa; diálogo intercultural; relações entre educação e culturas.

GT 10- Relações Interculturais, Violências e Educação

Coordenação: Celso Francisco Tondin (UNOCHAPECÓ)

Ementa: A perspectiva da educação intercultural coloca em discussão a complexidade das relações entre escola e cultura(s), demonstrando o caráter monocultural da escola. Dessa maneira, o interculturalismo possibilita a problematização e o redimensionamento de diferentes componentes da cultura da escola e do sistema de ensino. Nesse sentido, a educação não pode estar desarticulada da problemática sociopolítica presente nos diferentes contextos, de modo especial em tempos de crescente exclusão, que tem assumido novas feições em nossa cidade, região, país e América Latina. Sendo assim, este GT se propõe a discutir as violências na perspectiva da educação intercultural, assumindo que a categoria violência comporta múltiplos significados na contemporaneidade, por isso o seu uso no plural. O GT é um espaço que pretende dar visibilidade às diferentes situações e aos múltiplos eventos com motivações e contextualizações várias que o termo violências refere. O GT torna-se importante à medida que permite problematizar as singularidades presentes nas realidades escolares e pensar a imperiosa necessidade de construir outras formas escolares de educar, visto que as atuais demonstram, em uma sociedade pós-industrial de base tecnológica, um estado cada vez mais agudo de esvaziamento e esgotamento, de afastamento do mundo social da escola.

Palavras-chave: Violências; Diversidades socioculturais; Interculturalidade.

GT 11 - Diversidade Cultural e Políticas de Formação Docente

Coordenação: Dra. Zenilde Durli (UFSC)

Ementa: O GT tem por finalidade instituir espaço de debate e de socialização da produção científica acerca das políticas de formação docente produzidas no Brasil nas últimas décadas, em diálogo com as questões que envolvem a diversidade cultural. Visa, em especial, fomentar o intercâmbio de experiências desenvolvidas nas instituições de ensino superior, após a aprovação das diretrizes curriculares nacionais para os diversos cursos de licenciatura, e da implementação do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR), evidenciando propostas diferenciadas de formação docente.

Palavras-chave: Diversidade Cultural; Políticas de Formação Docente; Diretrizes Curriculares.

GT 12 - Epistemologia, Ética e Interculturalidade

Coordenação: Dr. Ricardo Rezer (UNOCHAPECÓ)

Ementa: O GT tem por objetivo oportunizar um espaço de interlocução de saberes e experiências que abordem a transversalidade entre epistemologia, ética e interculturalidade. Nesta discussão, são bem vindos trabalhos de diversos campos do conhecimento que proporcionem um olhar crítico acerca desta transversalidade. Frente a isso, é importante refletir sobre o modo de viver no mundo contemporâneo, considerando os dilemas éticos de nosso tempo. Portanto, se faz necessário questionar paradigmas pautados no monoculturalismo universalizante, propondo outros enfoques epistemológicos, de perspectiva intercultural, que possibilitem um olhar mais apurado sobre a diversidade de identidades culturais. Daí a importância da ética como uma possibilidade de questionar lógicas, epistemologias e princípios que legitimam processos de exclusões e desigualdades.

Palavras-chave: Epistemologia, Ética, Interculturalidade.

GT 13 – Interculturalidade, Gênero e Educação

Coordenação: Dra. Myriam Aldana Vargas Santin (UNOCHAPECÓ)

Ementa: O GT tem por objetivo oportunizar um espaço de debate e intercâmbio de saberes e experiências educativas onde as perspectivas de gênero e interculturalidade adensam teorias e metodologias de uma educação inclusiva e crítica, permitindo que os processos pedagógicos imprimam marcas de afirmação dos direitos humanos e o reconhecimento da diversidade.

Palavras-chave: Gênero; Interculturalidade; Educação

GT 14 - Relações Interculturais e Territorialidades Étnicas

Coordenação: Dr. Christian Muleka Muwewa (UFMS)

Ementa: Este GT objetiva: a) discutir pesquisas e experiências pedagógicas relacionadas com questões étnicorraciais; b) compreender os fundamentos da educação étnicorracial a partir dos pressupostos da Interculturalidade; c) acolher trabalhos voltados à discussão das territorialidades étnicas com o intuito de explicitar a busca pela igualdade na diferença no contexto social, em suas várias dimensões.

Palavras-chave: Territorialidades Étnicas; Relações Interculturais; Processos de Escolarização Étnicorracial.

GT 15 - Línguas, Literaturas e Interculturalidade

GT 16 - Patrimônios, Memórias e Interculturalidade

Coordenação: Dr. Miguel Angelo Silva da Costa (UNOCHAPECÓ)

Ementa: O GT tem como objetivo oportunizar um espaço de diálogo e intercâmbio de experiências dedicadas ao exame do processo de patrimonialização da diversidade cultural na sociedade contemporânea. Neste espaço, serão acolhidos trabalhos que contemplem: as distintas concepções de memória – do individual ao coletivo;  as interfaces entre memória e cultura; os processos de reivindicação de memórias e de seu reconhecimento social; os encontros e confrontos entre tradição e cultura, sistemas de representação e de significação coletivamente construídos. Em síntese: os processos de construção social dos patrimônios, das memórias e das dinâmicas interculturais.

Palavras-chave: Patrimônios; Memórias; Dinâmicas Interculturais.

GT 17 - Ciência, Tecnologias e Desenvolvimento

Coordenação: Dr. Ivo Marcos Theis (FURB)

Ementa: O GT tem o propósito de oferecer as melhores condições para um profícuo debate e generosas trocas sobre ciência e tecnologia (C&T). Incluem-se aí análises da problemática da C&T desde a perspectiva do esgotamento do modelo “ciência neutra” e “tecnologias avançadas”, assim como formulações críticas da teoria e da política de C&T dominante, até exames mais cuidadosos de experiências/alternativas em torno da ciência engajada e das tecnologias sociais. Não se desprezam enfoques convencionais. Contudo, a preocupação que governa o GT é a de debater possíveis respostas às demandas por autonomia, democracia e melhoria das condições materiais de vida de contingentes apreciáveis da população brasileira marginalizada pelo desenvolvimento científico e tecnológico vigente.

Palavras-chave: ciência e tecnologia; desenvolvimento; tecnologias sociais.

GT 18 - Meios de Comunicação, Poderes e Colonialidades

Coordenação: Dr. Clovis Reis (FURB)

Ementa: O GT busca oportunizar um espaço de reflexão sobre as inter-relações entre comunicação e cidadania, expressas a partir dos campos comunicacional e midiático, que envolvam perspectivas relacionadas à diversidade cultural e à interculturalidade e suas interfaces com classe social, gênero, geração, etnia, religião, regionalismo e migrações, além de outras experiências identitárias e minoritárias.

Palavras-chave: Comunicação; Mídia; Cidadania; Movimentos sociais; Interculturalidade.

GT 19 - Políticas Públicas e Ecodesenvolvimento

Coordenação: Oklinger Mantovaneli Júnior (FURB)

Ementa: Este GT acolhe ensaios teóricos ou estudos de caso sobre temáticas correlatas às das políticas públicas e suas confluências com os estudos sobre políticas voltadas ao desenvolvimento, tais como: ciclos sustentáveis de políticas públicas; desenvolvimento territorial sustentável; desafios teóricos das relações entre políticas públicas, ecodesenvolvimento e/ou sustentabilidade; análises de experiências de políticas públicas para o desenvolvimento regional onde as dimensões social, política, econômica, ecológica, espacial e ética possam estar presentes; estudos sobre experiências voltadas a ecossocioeconomia; experiências de políticas públicas que explorem o fenômeno da participação social, da participação política e das relações entre democracia e sustentabilidade; estudos sobre políticas sociais, democracia e sustentabilidade; arranjos institucionais, poder político e sustentabilidade; política e planejamento governamental, planejamento urbano e regional voltados à sustentabilidade;  estudos sobre as metas de desenvolvimento do milênio e temas correlatos.

Palavras-chave: Políticas Públicas; Sustentabilidade; Desenvolvimento; Políticas Sociais; Ecossocioeconomia;

GT 20 – Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional

Coordenação: Dra. Arlene Anelia Renk (UNOCHAPECÓ)

Ementa: O GT tem por objetivo oportunizar espaço para debates de diversas contribuições teórico-metodológicas relacionadas com o planejamento do território e o desenvolvimento regional. Em particular, pretende acolher estudos e pesquisas resultantes de análises da realidade regional, tendo em vista a compreensão da diversidade histórico-cultural dos territórios, os impactos socioambientais do desenvolvimento, as políticas públicas e as relações de poder que incidem no planejamento urbano e regional. Enfim, por que não discutir os embates das propostas regionais, que tendem a ser tomadas como unívocas? Quais são as propostas, quem as legitima, como concorrem e quais as visibilidades? Quais as resistências construídas?

Palavras-chave: Planejamento Territorial; Desenvolvimento RegionalDiversidade histórico-cultural dos territórios